Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Caça Promoções

O dia a dia de um Blogger em que o seu Lifestyle é Partilhar e Poupar!

Brinquedos e o seu Fabrico

Nesta altura de promoções em compra de brinquedos, mais um bom artigo da Decco:

 

 

Consultar aqui artigo completo + video:

 

http://www.deco.proteste.pt/familia-vida-privada/nc/noticia/brinquedos-visitas-as-fabricas

 

 

"Notícias

Brinquedos: 8 marcas não autorizaram visitas às fábricas

27 Novembro 2012
Brinquedos: 8 marcas não autorizaram visitas às fábricas

A maioria das marcas de brinquedos analisadas é pouco transparente quanto às condições de fabrico dos produtos que vendem.

 

Investigámos as práticas das 10 marcas de brinquedos que mais vendem na Europa. Destas, só a Hasbro e a Playmobil mostraram abertura suficiente para autorizar a visita às respetivas fábricas. A falta de transparência das restantes marcas é muito criticável. Contudo, investigámos a informação disponível sobre as condições de produção do setor em geral através de organizações não governamentais.

Veja o vídeo das entrevistas às organizações que investigam as condições de trabalho na China.

 

As entrevistas a responsáveis da ICTI Care, da SACOM e da China Labor Watch permitiram-nos recolher informação sobre os principais problemas na produção de brinquedos.

Embora tenha havido uma melhoria, os brinquedos nem sempre são fabricados nas melhores condições. Os salários baixos praticados levam os trabalhadores a fazer demasiadas horas extraordinárias. Para piorar, a falta de transparência é regra na maioria das marcas.

Elaborar códigos de conduta e definir critérios sociais e ambientais não é suficiente, sobretudo se a sua aplicação não for controlada. As marcas devem verificar a efetiva aplicação das regras definidas junto das fábricas e corrigir as situações de incumprimento. Também são necessárias políticas de compra adequadas, que incluam pagamentos e prazos de entrega decentes, de forma a impedir qualquer violação dos critérios sociais e ambientais por parte dos fornecedores.

As marcas devem divulgar claramente os requisitos sociais e ambientais cumpridos pelos brinquedos que vendem. Não basta afirmar que são fabricados segundo as melhores práticas, há que prová-lo."